Por que o Ultra Whey Pro e Ultra Iso Whey tem a proteína mais pura?

Postado por Universal Nutrition em 19 de julho de 2016

 

LOL

Whey Protein não é tudo igual. Cada uma possui seu próprio processo de fabricação e algumas acabam tornando-se mais puras que outras. A princípio, acreditava-se que as proteínas constituintes do soro do leite não possuíam nenhum valor significativo, pois eram consideradas sobras da produção do queijo. Até que em determinado momento avaliou-se mais profundamente essa substância e descobriu-se que está carregada de proteínas de alto valor biológico, muito similar à proteína do leite materno humano.

A fim de resolver tais incômodos, foram desenvolvidos dois processos para separar a Whey Protein das impurezas, garantindo maior qualidade ao suplemento: o de Ultrafiltração (UF) e o de Troca Iônica. O processo que caracteriza os produtos da Universal Nutrition é o de Ultrafiltração, um dos métodos mais eficientes para a purificação da Whey Protein.

A Ultrafiltração separa as moléculas menores, como a lactose, as gorduras e os resíduos, das moléculas maiores (no caso, as proteínas) utilizando membranas de cerâmica tecnológica. O soro passa por um processo que remove as impurezas e permite concentrar em um único estágio até 30 vezes mais Whey Protein, obtendo-se assim um produto com níveis superiores a 90% de proteína. 1 – Utilizando membranas semipermeáveis, o filtro aproveita a diferença de pressão e os poros da cerâmica para reter as proteínas, que ficam “presas” nos furinhos.

2 – Durante o processo são retidos os sólidos em suspensão, os resíduos e outros materiais, permitindo que os elementos importantes do soro do leite fiquem presos na parede e os solutos de baixo peso molecular sejam eliminados.

3 – O soro purificado que percorreu todo o caminho sai do outro lado do filtro. A proteína concentrada retida na membrana então vai originar o Ultra Whey Pro e o Ultra Iso Whey, produtos com teor de lactose reduzido, fácil digestão e baixa quantidade de carboidrato. A filtragem é realizada em baixas temperaturas para manter o valor biológico de nutrientes, evitando que a proteína seja desnaturada e garantindo suas funções nutricionais.

O processo de Troca Iônica busca remover as impurezas concentrando a proteína através de um método químico.

1 – O soro do leite é despejado em um tubo de vidro ou aço inox contendo reagentes químicos carregados negativamente (moléculas “ajudantes”).

2 – Proteínas com cargas positivas são atraídas aos polímeros com carga negativa, e as proteínas com conteúdo salino são separadas.

3 – As proteínas e moléculas que não conseguem ligar-se aos reagentes químicos são eliminadas, e as que ficaram retidas são tratadas para produzir a Whey Protein.

4 – O processo de Troca Iônica porém não é seletivo e remove também algumas frações da proteína, desnaturando-as e alterando o sabor. Para compensar, se faz necessária a adição de corantes e sabores artificiais para que a Whey Protein conquiste um sabor agradável.

Considerando as condições técnicas acima pontuadas, é incontestável a afirmação de que o Processo de Ultrafiltração utilizado pela Universal Nutrition junto aos seus Suplementos de Proteína Ultra Whey Pro e Ultra Iso Whey, é muito superior aos demais produtos existentes no mercado que usam o processo de Troca Iônica.

Braços à moda antiga

Postado por Universal Nutrition em 14 de outubro de 2015

j.halladay

por Josh Halladay

Minha filosofia de treino de braços sempre foi um pouco diferente da minha filosofia de treino para o restante do corpo. Sempre usei segmentos de semanas de peso seguidas de semanas de alta repetição e de alta intensidade para o resto do corpo, enquanto para braços eu tendo a usar quase que exclusivamente alta repetição, repetições forçadas, super séries e alta intensidade. Eu sinto que o sangue extra que é forçado para os braços através desse tipo de treinamento que venho empregando tem realmente ajudado a fazê-los crescer, mais do que se eu apenas focasse em sessões de baixa repetição e muito peso.

Na verdade eu me concentro muito mais nos movimentos e na amplitude da repetição do que no peso em si. Também uso movimentos parciais enquanto sigo até a falha. Levantar até a fadiga para qualquer parte do corpo é um dos maiores gatilhos de crescimento muscular, na minha opinião. É mais difícil fazer para certos grupos de músculos, mas para braços é extremamente fácil. As pessoas as chamam de meias repetições, falsas repetições, chamem do que quiser – mas se eu estou fisicamente impossibilitado de fazer o movimento em sua total amplitude é por que eu levei o músculo que estou trabalhando à exaustão. E garanto, não por que eu estava relaxando e fazendo “falsas repetições”. Bem o oposto, pra falar a verdade. Para o seu próximo dia de braço, eu te desafio a terminar cada série com uma dropset até a falha completa – até você fisicamente não conseguir completar um oitavo do movimento. Prometo que você não vai se arrepender.

A cada semana, no dia de braços, eu mudo o treino. Uma semana eu faço todos os bíceps primeiro, depois todos os tríceps, terminando com uma superset de bíceps e tríceps. Na semana seguinte eu faço o oposto; todos os tríceps primeiro, depois todos os bíceps, e também terminando com a superset bíceps/tríceps. Então na terceira semana eu inicio com um exercício de bíceps, seguido por um exercício de tríceps e continuo alternando ambos até o fim do treino. Isso renova as coisas, tirando os músculos da rotina e fazendo-os “adivinhar”.

Em geral as pessoas tendem a ficar muito repetitivas em seus treinos de braços, aliás em qualquer treino, então eu procuro variar as coisas constantemente e isso me ajuda a forçar meu corpo até seu potencial máximo. Por sinal, há ainda alguns exercícios básicos para diferentes partes do corpo que não devem ser poupados ou ignorados. Em um dia de braços por exemplo, eu acho que exercícios como rosca com barra ou halteres para bíceps e algum tipo de supino com pegada fechada ou um movimento de tríceps testa (skull crusher), sempre devem ser executados. Não se deve fugir deles, pois são alguns dos melhores exercícios clássicos para pura massa e volume. E sejamos honestos, todos queremos braços grandes…

Uma última coisa que você vai perceber é que meu treino é relativamente rápido. De um ano pra cá eu realmente cortei muito o tempo entre as séries. Eu percebi que quanto mais aquecido eu estou, mais produtivas são minhas sessões. Quanto mais eu fico me movimentando, melhor é o treino. O curto espaço de tempo entre as séries não me permite ir tão pesado, mas me permite levar o músculo completamente à exaustão, o que acredito ser muito mais importante. Afinal de contas eu sou um fisiculturista e não um halterofilista (o que eu sempre tenho que ficar me lembrando).
Também percebi que ficar me movimentando ajuda minhas articulações. Eu joguei futebol por 14 anos, e tenho que lidar com minha devida parcela de problemas nas articulações, portanto um ritmo mais rápido parece manter tudo se movendo mais fluidamente. Eu espero que algumas destas dicas sobre meu treinamento semanal possam ajudá-lo em sua busca por grandes braços. Vá em frente!

Whey: o insubstituível

Postado por Universal Nutrition em 6 de outubro de 2015

ultra iso whey

 

Whey… algo que não pode faltar para os fisiculturistas, halterofilistas e até para os que querem apenas ficar em boa forma física. Todos sabemos da importância de manter um constante suprimento de proteína em um corpo que passa por treinamento intenso. Isso ajuda na recuperação, força, queima de gordura, e também atua como um supressor do apetite. Com uma grande variedade de marcas no mercado, qual seria a melhor?

Ultra Iso Whey é minha escolha. O sabor é quem manda. Claro que nós sabemos que os shakes proteicos têm que estar presentes em nosso plano nutricional, mas você tem que gostar do sabor para poder tomá-los, certo? Ultra Iso Whey vem em 4 deliciosos sabores: Ponche Tropical (meu favorito), Limonada, Chocolate, e Baunilha, e cada medida contém 21 gramas de proteína isolada ultra filtrada. Isso significa melhor sabor, mistura fácil, sem inchaço, e rápido transporte aos músculos para otimizar a recuperação. Ultra Iso Whey é proteína literalmente pura e simples, contendo zero carboidratos, zero açúcar, zero gordura, e zero lactose.

Não apenas para os músculos, a whey é uma ótima escolha de proteína para pessoas de todas as idades. Ele oferece um grande número de benefícios em termos de nutrição esportiva, controle de peso, suporte imunológico, saúde óssea e bem-estar em geral. A whey é naturalmente completa, o que quer dizer que contém todos os aminoácidos essenciais necessários para a dieta diária. Ela fornece a combinação ideal de aminoácidos para ajudar a composição corporal e melhorar a performance atlética. E também oferece ao corpo os BCAAs, ou aminoácidos de cadeia ramificada, para repor níveis esgotados e iniciar a reparação e reconstrução do tecido muscular após o exercício.

Ultra Iso Whey é um jeito ótimo de começar seu dia. O café da manhã é a refeição mais importante. Mas com a correria do dia-a-dia, nos apressando para o trabalho ou escola, cuidando das crianças, na maioria das vezes nós simplesmente pulamos o café da manhã, ou apenas mastigamos algo não muito saudável no caminho. Os shakes com whey protein são uma ótima bebida para esta refeição. Adicione morangos, frutas vermelhas, uma banana, ou qualquer outra fruta de sua preferência com gelo moído e água, bata no liquidificador, e em menos de um minuto você terá um delicioso e nutritivo smoothie proteico de frutas. Você também pode adicionar algumas medidas do Ultra Iso com aveia. Acrescente água quente, mexa, e terá uma poderosa refeição com o cereal para iniciar sua longa jornada diária. A maioria de nós simplesmente põe umas duas ou três medidas de Ultra Iso Whey em diferentes shakers plásticos antes de sair de casa e os levamos conosco. É só misturar com água fria, sacudir, e ter sua proteína a qualquer hora.

Você experimentou o resto, agora prepare-se para usar a melhor! Os cientistas percorreram um longo caminho para desenvolver os suplementos proteicos, incluindo seu sabor. Até recentemente, o melhor que você podia esperar de um shake de proteína era conseguir engolir apesar do gosto e da consistência de giz. Eu mesmo fazia isso, apertando o nariz para não sentir o gosto ruim. Agora, um whey puro pode realmente ser gostoso, e o Ultra Iso Whey da Universal é a maior prova disso.

O forte e o fraco

Postado por Universal Nutrition em 9 de setembro de 2015

cohen

Por Tyler Cohen

Nós todos temos nossos pontos fortes e fracos. Acredito que o meu forte está nos braços e o meu fraco está nas pernas. Quando é dia de treinar os braços, tudo é muito fácil e natural. Eu não tenho problema nenhum em crescer meus braços e defini-los. Pernas, porém, é outra história, são os músculos mais difíceis de polir. Elas são aquela parte do corpo que ninguém faz sorrindo. Eu não gosto de treiná-las tanto quanto os outros grupos musculares. Definitivamente, pernas não são o meu forte e elas precisam ser trabalhadas. Se eu quero estar no meu melhor em 2015, eu vou precisar de pernas maiores e mais bonitas. E isto significa concentrar todo o meu esforço e força de vontade para ser bem-sucedido no esporte que amo.

Malhar os braços é tarefa fácil. Eu adoro treiná-los – e quem não gosta? A vasodilatação que consigo é surreal; eu fico com tanto sangue nas veias que o braço cresce uns 4 centímetros só de circulação. Eu amo pegar pesado neles, misturando drop sets e diminuindo um pouco a carga quando necessário.

Eu sou de Nova Jersey e qualquer pessoa de Nova Jersey sabe que GRANDE é sinônimo de poder. Você é visto de forma diferente quando tem braços robustos. Alguns caras com os braços que eu admiro são o Evan Centopani, Flex Lewis, e Phil Heath. Estes são braços de verdade. E o que faz seus braços se destacarem são seus tríceps. Tríceps é o meu músculo do braço favorito. Eu sempre acreditei que tríceps é o que faz seu braço parecer grande, mesmo quando a maioria acha que é o bíceps. O interessante sobre esses caras e seus tríceps é que cada um deles possui modos diferentes de treiná-los. Eu já vi Flex usar bastante movimento com polia e dilatar todos os vasos nos braços. Evan já prefere exercícios compostos, como roscas com halteres e tríceps testa com barra. Quanto ao Phil, bem, o Phil pode fazer o que quiser, ele é o tipo de cara que cresce só de olhar para os pesos. Sua genética é insana.

11249567_610932155709848_441976103_n

Eu tive dificuldades em deixar minhas pernas em forma durante o período de preparação, e não foi fácil treiná-las também. Não vou mentir – quando comecei a levantar peso, era tudo para a minha parte superior. Eu não tinha um pingo de desenvolvimento nas pernas. Era tudo peito e braços para mim. Eu nem ao menos treinava os ombros ou costas. E as pernas eram simplesmente abomináveis. Antes de iniciar a preparação, eu sabia que iria precisar de pernas maiores, então me obriguei a treiná-las mesmo contra a vontade. Quando estava em off season, eu treinei bastante pernas e ganhei um pouco de volume, especialmente nos quadríceps.

Meus tendões não eram nada para se gabar. Eu realizei todos os movimentos necessários para deixar as pernas maiores, mas ainda faltavam muitas coisas no treino para transformá-las. E aprendi com meu treinador, Vinny Galanti, que maior não quer dizer necessariamente melhor. Durante a preparação, Vinny queria ter certeza de que meus pontos fracos virassem meus fortes. Por sorte, tivemos sucesso nisso. Vinny não estava preocupado com o tamanho das minhas pernas; eu tinha um tamanho decente, mas precisava de foco para condicioná-las e passar a impressão de que estavam maiores.

Vinny queria separar meu quadríceps e destacar mais meus tendões. Agora, neste off season, o objetivo é trazer à tona minha evolução nas pernas. Nós queremos fazer com que os tendões se sobressaiam e meus quadríceps fiquem maiores e completos. Agachamentos e presses serão exercícios-chave no off season.  Minhas panturrilhas também precisam de atenção. Ela e o quadríceps não se combinam nem um pouco. Mas eu vou mudar isso.

Existem alguns fisiculturistas com ótimas bases. Para começar, Ben Pakulski provavelmente possui o melhor par de pernas que eu já vi. Seus quadríceps são monstruosos, com tendões que parecem ter sido esculpidos na pedra e panturrilhas tão grandes quanto. Em seguida vem Erik Fankhouser. Erik apresenta as mesmas qualidades de Ben – quadríceps enormes, tendões intimadores, e panturrilhas realmente malignas. Estes dois caras possuem uma genética na perna de fazer inveja. Evan Centopani é outro. Suas pernas parecem ter sido moldadas usando toneladas de argila para formar uma base sólida. Com pernas e braços esculpidos, Evan possui um dos físicos mais balanceados que existe. Esta é uma das razões por que eu me espelho tanto nele.

Eu aprendi que existem inúmeras formas de transformar o seu fraco no seu forte, e que apesar de ser mais divertido treinar os braços, você não deve nunca esquecer as demais partes do corpo. Como já disse, braços e pernas são o meu forte e o meu fraco, respectivamente. Eu mal posso esperar pelo dia em que conquistarei um físico balanceado e respeitado. Ainda tenho muito o que fazer neste off season, e sei que conseguirei melhorar as coisas que preciso para balancear meus pontos fortes e fracos.

Nas circunstâncias certas

Postado por Universal Nutrition em 29 de julho de 2015

Por: G-Six

11386556_1035725509778673_845635422_n

“Toda a dor interior ampliada pelo fato de eu não me dar bem com meu trabalho e não poder prover o tipo certo de vida para a minha família porque cara, estes malditos vales não compram fraldas. E não é nenhum filme, não tem nenhum Mekhi Phifer. Esta é a minha vida.”

- Eminem

Já faz seis semanas desde o Jr. USA. Como a maioria sabe, meu filho nasceu durante minha preparação. Eu fui sortudo o bastante por ter uma esposa para me auxiliar na maioria das responsabilidades em respeito ao bebê, para que eu tivesse tempo de ir à guerra com meu corpo 4x por dia na academia. Isso me deu um sentimento de dever cumprido quando eu cheguei ao final, mas em retrospecto, minha esposa estava se segurando por um fio. Ela só estava aguentando para eu não me estressar durante a preparação, mas ela ficou perto de surtar. Eu estava sempre na academia e quando estava em casa, estava comendo ou cozinhando. Era um fiapo. Minhas funções cerebrais entraram em pane. Não me entenda mal, muitas coisas positivas vieram com o fisiculturismo. Há um sentimento de cumprimento, competitividade, triunfo, e para os poucos, retorno financeiro.

Quando eu digo “para os poucos” eu realmente quero dizer POUCOS. É quase predeterminado quem conseguirá fazer dinheiro, quem irá assinar com quem, quem está permitido a fazer isto ou aquilo. Tem menos a ver com as credenciais e mais com a mídia social seguindo. É o mundo em que vivemos e a direção em que a indústria está seguindo. Eu venci minha classe na exibição, mas acredite, os apertos financeiros não param aí. É somente o começo. Para vocês que não sabem quanto custa para competir em uma temporada de fisiculturismo em uma classe aberta no NPC, eu vou jogar alguns números aqui.

NPC Card: 125 U$
Registro de Classe: 60-120 U$
Suplementação: 3000-5000 U$
Bronzeamento: 120 U$
Viagem: 200-300 U$ dependendo do local
Hotel: 800-1000 U$ dependendo do local
Alimentação: 150 U$ por semana
Treinador: 300-500 U$ por mês

Se você está acompanhando ainda, os números chegam à exuberante quantia de 10 mil quando tudo pronto. E isto é só para uma apresentação amadora. Você não ganha nada mesmo vencendo o overall. A moral dos meus resmungos é: se você vai levar o fisiculturismo para o lado competitivo, tenha certeza de amá-lo. Quero dizer, realmente amá-lo. Crie uma identidade com ele. Uma conexão. Não é somente ir para a academia com a sua bebida azul brilhante e o seu tênis novo. Há uma fome e desespero envolvidos no fisiculturismo competitivo, e você com certeza vai ter que estar disposto a gastar uma bela soma de dinheiro em uma federação que só se importa em levar seu dinheiro embora e te dar um pequeno troféu. É melhor haver algo mais na sua mente além dos ganhos financeiros porque você, sua família e sua cabeça estão prestes a entrar em crise, e provavelmente antes do que você pensa.

Minha esposa foi dispensada do trabalho quando conseguiu a licença maternal. Nós tivemos problemas para encontrar uma assistência infantil que estivesse em conta, então minha esposa ficou em casa. Recentemente, eu arranjei um segundo e um terceiro trabalho, incluindo meu antigo cargo como segurança. Eu não tenho muitas opções além de me esforçar mais e mais. Me recuso a fornecer uma vida miserável para a minha família, e me recuso a ser um comedor de rámen e espaguete degenerado porque é tudo o que consigo comprar. Eu preciso dos meus suplementos, e ao invés de ficar chorando sobre meus problemas, eu vou encontrar uma solução. Estou trabalhando muito para ter certeza de que antes de tudo, eu estou cuidando da minha família e pagando as contas, e segundo, estou cuidando das minhas necessidades profissionais. Na minha opinião, não existe razão nenhuma porque você não pode ter ambas. Só vai levar um pouco mais de tempo, foco e esforço. Não é muito diferente dos princípios de treino do fisiculturismo, exceto que, bem, isto é a vida real.